07
Ago
07

Formação Parental para Situações de Risco

Como podemos observar aqui, o Serviço de Saúde e Desenvolvimento Humano da Fundação Calouste Gulbenkian apoiará, todos os anos e com o valor de 350 mil euros, entidades que promovam acções de formação parental, visto existirem, como refere a responsável:

formas de negligência que são recuperáveis, pais que não abusam dos filhos, mas que cuidam mal das crianças.

É certo que a ideia da formação parental não é nada de novo. Está prevista na Lei de Promoção e Protecção (publicada em 1999, mas que apenas entrou em vigor dois anos depois), e já são algumas as entidades que promovem este tipo de formações (já em 2005 tive a oportunidade de participar na construção de uma formação para um CPCJ do distrito de Aveiro).

O que me preocupa, principalmente, é o facto de nada ter sido regulamentado (como notícia o Público) pelos sucessivos governos que foram passando, mesmo com o debate que, esporadicamente, se vai realizando sobre o assunto, motivado essencialmente, por situações de maus-tratos que surgem na comunicação social, e ser uma instituição privada (e não o governo, ou o mtss, ou a cnpcjr) a desenvolver esta iniciativa.

Mesmo assim, parabéns à Gulbenkian pela iniciativa, que muito é necessária…

Anúncios

0 Responses to “Formação Parental para Situações de Risco”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Desde 19-Maio-2007

Andaram por aqui…

Arrochadas Anteriores

Prémios


Arrochadas Mais Populares

Blog Stats

  • 64,922 hits

Ferramentas Internas

Outras Coisas


%d bloggers like this: