13
Maio
08

O mundo segundo Dias da Cunha

A presença de Dias da Cunha no Prós e Contras de ontem teve a nobre função de representar a ideia-chave-mestra que ainda resta da mentalidade portuguesa de outrora: tudo tem de ser resolvido e regulado pelo Estado.
O Estado, essa entidade supra-humana, infalível, que existe para lá do Homem e da Sociedade.

– Se o árbitros arbitram mal (leia-se: “gamam o meu Sporting”) chame-se o Estado para regular e regulamentar a situação.
– Se os clubes entram em crise, pois que vá o Estado ver o que se passa. Se calhar estão a gerir mal o clube. E aí entra o papá-Estado para ajudar a gerir bem.
– Há jogadores com salários em atraso e outros a ganharem muito. Como permitiu o papá-Estado uma injustiça destas?? Crie-se já um tecto salarial, o qual não se possa ultrapassar, nem que se percam jogadores. O que é importante é a igualdade salarial.

Assim atingir-se-á a excelência desportiva, estando implícito o desporto sem a competitividade nefasta do capitalismo!

Anúncios

0 Responses to “O mundo segundo Dias da Cunha”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Desde 19-Maio-2007

Andaram por aqui…

Arrochadas Anteriores

Prémios


Arrochadas Mais Populares

Blog Stats

  • 64,924 hits

Ferramentas Internas

Outras Coisas


%d bloggers like this: