Arquivo de Julho, 2008

22
Jul
08

Samurai sem amo a quem prestar vassalagem

Finalmente descobri o a origem do nome de código RONIN. Fico surpreendido com o que os meus neurónios conseguem descobrir.

Portugal, e eu próprio é que ainda não descobrimos Joana ou Maddie. Provavelmente estão enterradas nalgum equivoco entre investigações e filmes, disputas de poder e procuras de protagonismo. Se estivesse envolvido provalemente saberia, que tudo é uma chachada, tipicamente portuguesa. Para falar é preciso sair da Policia, pedir a reforma e depois fazer revelações bombásticas que, bem espremidas, nos deixam no vazio, como é costume….Vai uma lambreta? Talvez o favaiito….Não, um porto.

Anúncios
11
Jul
08

que querido…

Nada como ir a consultórios para me inteirar das coisas mais inúteis…

Então não é que este grande querido, com este ar de rufia lavadinho, sofre de coulrofobia, medo de enfrentar palhaços e mimos?

Como o compreendo… Também eu tenho medo… De ser contagiada pla idiotice deles e ficar com aquela ar estúpido que eles têm…

11
Jul
08

Se isto é preocuparem-se com a minha saúde vou ali e já venho…

Anda a ASAE a chatear meio mundo com paneleirices de colheres de pau de plástico e de invólucros prós pastéis de bacalhau e um gajo está descansadinho a beber copos na Bica e tem de levar com o bedum do carro do lixo bem debaixo do nariz…

09
Jul
08

Tesourinhos deprimentes

Há coisas verdadeiramente inacreditáveis a acontecer na televisão portuguesa às 4 da manhã. Uma delas chama-se Verão Total Óbidos 2008, é apresentado plo Júlio Isidro, estão meia dúzia de gatos pingados a assistir e a Ana Malhoa, cheia de tatuagens, pulseiras de bicos e vestida de cor-de-rosa, canta – sobre alguém que lhe pôs os cornos, que voltou e que ela quer que lhe faça não percebi muito bem o quê – como se estivesse no Rock in Rio. Ela pede palmas e a multidão entusiasmada vai batendo palmas ao ritmo frenético da música. A imagem é que deveria estar em câmara lenta e ninguém me avisou…

07
Jul
08

Coisas com… graça!

Aqui

06
Jul
08

os meus valores valem mais do que os teus

Uma das coisas que mais me custa compreender na actuação e no discurso da Igreja Católica em Portugal (e no mundo) é o assumirem de que os valores da sociedade só são os valores que ela mesma defende, sendo inadmissível e impensável que as possam ter o livre arbítrio de definir para si mesmas os valores que acham importantes.

05
Jul
08

Há quanto tempo eles o FARCem?

Até que nem é assim nada tão surpreendente nem chocante a presença das Farc na Festa do Avante, tendo em conta a lista de convidados de edições anteriores da dita: regimes totalitários, sanguinários e invasores os quais eram (e são-no apesar de já não existirem) tidos como modelos políticos e sociais pelo PC. Quanto às Farc, já desde as primeiras edições da festa elas lá estavam em conjunto com outra fauna que pululava e pulula na “grande festa” que é o terrorismo internacional.
Além disso, em plenos anos 80, já após a adesão de Portugal à CEE, podia ouvir-se dentro do reduto do PCP como ideia dominante que o caminho para o regime e sociedade ideais seria o golpe armado e nunca a partir da “democracia burguesa”.
Isto só para falar em tempos mais recentes…
Por isso, tanta surpresa com o quê? As FARC ao pé daquilo que eram os modelos de virtude do PCP, se calhar até ficam a perder uns pontinhos (leia-se mortes).




Desde 19-Maio-2007

Andaram por aqui…

Arrochadas Anteriores

Prémios


Arrochadas Mais Populares

Blog Stats

  • 64,922 hits

Ferramentas Internas

Outras Coisas