Archive for the 'sociedade' Category

06
Jul
08

os meus valores valem mais do que os teus

Uma das coisas que mais me custa compreender na actuação e no discurso da Igreja Católica em Portugal (e no mundo) é o assumirem de que os valores da sociedade só são os valores que ela mesma defende, sendo inadmissível e impensável que as possam ter o livre arbítrio de definir para si mesmas os valores que acham importantes.

01
Jul
08

Não Isa, não foi do tempo. Quer dizer, bem vistas as coisas até foi, porque o tempo do meu computador chegou ao fim… e o que o veio substituir temporariamente estava com um pequeno problema com o WordPress. Ou então era o WordPress que estava com um problema comigo, por o ter trocado por este (a nova morada do meu blog.

Depois desta introdução para justificar a minha ausência, e aproveitada para informar que a morada do meu blog deixa de ser esta e passa para aqui (ENTENDERAM?), resta-me falar do que por este país foi acontecendo.

Para não encher, e porque o que foi acontecendo, foi por mim comentado no meu novo blog… falarei sobre hoje, num post à Marcelo Rebelo de Sousa.

SELECÇÃO Não se entende como o seleccionador nacional ainda não está escolhido. Com o apuramento para o mundial de 2010 está à porta, a demora começa a ser exagera. Principalmente porque selecções em situações semelhantes (veja a Itália e a Espanha) já o fizeram…

MINISTRA DA SAÚDE Guarde-se para memórias futuras estas declarações… a ver vamos o que acontece quando estiver constipada… ou ela queria apenas referir-se mesmo às graves?

FUNDAMENTALISMO antitabágico. Só assim se percebe que deixa de ser permitido fumar tabaco nas coffee-shops holandesas… Apenas tabaco, OK?

NEGÓCIO & RELIGIÃO e a preparação para os mesmos, aqui

Já agora… já vos disse que alterei a morada do meu blog pessoal? É esta

🙂

23
Jun
08

Crónicas do Fim-de-Semana que Passou *

Como já abaixo tinha referido, o fim-de-semana estava dedicado a algo muito concreto. O 41º Circuito de Vila Real que teve como resultado principal (a nível pessoal) um valente escaldão e uma dor de cabeça insuportável… mas outras coisas de alguma importância aconteceram… Fica uma crónica à Marcelo Rebelo de Sousa…

  • SETEmais um consecutivo… mais um do que aqui. O nono em dez anos. Falo do Hóquei em Patins do FCP. Só foi estúpido a cena do autocarro queimado a que pouca referência se fez por esta blogosfera. E se fosse ao contrário?
  • RODRIGUEZ – Depois do Hóquei, da presença da champions, a contratação de um dos melhores jogadores do plantel do SLB. Resultado actual da pré-época… 3-0… Curioso foi o comunicado do SLB, a referir o fim das negociações com o jogador, depois de se saber que o mesmo ia para o FCP
  • CONGRESSO – Este fim-de-semana, foi também de congresso do PSD. Do que vi (e principalmente do que ouvi) foi um congresso pouco entusiasmante, embora com algumas declarações interessantes, por parte da nova presidente. Mas, lugares vazios e excelentes votações nas listas propostas por Pedro Passos Coelho. O facto das maiores ovações terem ido para este e para Rui Rio, significa muito. Significará, por exemplo, que o PSD estará para balanço até o pós-legislativas 2009, onde decorrerá uma disputa interessante entre estes dois. Será Manuela Ferreira Leite capaz de alterar esta situação?
  • ATLETISMO – Fantástica a prestação da selecção portuguesa de atletismo que garantiu a entrada directa na Superliga em 2009, a disputar-se em Lisboa.
  • FÓRMULA 1 – Como isto vai. Sem dúvida um dos melhores campeonatos dos últimos anos. Após oito provas das dezoito previstas, os quatro primeiros estão separados por dez pontos na classificação…
  • OUTRAS poderão surgir, à medida que for lendo, vendo e ouvindo o que se passou no mundo…

* título devidamente adaptado das crónicas de Bruno Nogueira na TSF.

07
Jun
08

Jornalismo de Classe

No rescaldo do Portugal – Turquia, a TVI faz directos em várias zonas do país e da Suíça (que neste momento, ao que parece também é portuguesa…). Em directo do Marquês do Pombal em Lisboa surge a seguinte entrevista…

A Jornalista – Quem é o seu jogador preferido?

A Popular – Quaresma…

A Jornalista – Quem diria… e gostou da exibição dele no jogo de hoje?

A Popular – Ele hoje não jogou…

A Jornalista – … e o senhor gostou do jogo de hoje=

05
Jun
08

Já não há pachorra…

… para as constantes greves dos funcionários da Metro do Porto, ou melhor para os consequentes atrasos, enchentes e falhas que atazanam a vida de quem não tem o EMPREGO certinho e direitinho e bem pago como os ditos funcionários.

31
Maio
08

Justiça Social à moda de Portugal…

Iates têm gasóleo ao preço dos barcos de pesca

19
Maio
08

Arte da adivinhação?!

Amanha o Gasóleo sobe 2 cêntimos na Repsol…

Vale a aposta como aumenta também na GALP, BP, CEPSA, etc?

19
Maio
08

Aceitam-se sugestões para Nome e Ingredientes?

Agência Financeira – McDonalds vai lançar sanduíche à portuguesa

Ainda que não se conheçam para já os seus ingredientes

A cadeia de comida rápida McDonalds não coloca de parte a possibilidade de, em breve, vir a lançar uma sanduíche à portuguesa.

De acordo com o «Diário Económico», o director de marketing e comunicação da McDonalds, John Alves, garante estar a preparar o referido lançamento, seguindo a política da cadeia de, em todos os mercados onde marca presença, introduzir especialidades locais.

Sem revelar os ingredientes, John Alves admite que a nova sanduíche está quase a entrar em regime de testes em alguns restaurantes já instalados.

10
Maio
08

Ora aqui está uma imagem do sistema… metropolitano

07
Maio
08

Preciso urgente de unidade antiterrorista!

07
Maio
08

Serviço Público

O Mais Gasolina é um directório interactivo de postos de abastecimento de Portugal, com a localização de vários postos, o preço actualizado dos combustíveis e outras informações úteis para quem anda na estrada.

Pode assim de uma forma simples através da navegação num mapa ou num directório de dístritos, concelhos e localidades encontrar um posto de abastecimento ou comparar preços para encontrar o posto mais barato da sua região.

O Mais Gasolina depende da cooperação e boa vontade de todos os seus utilizadores e respectiva administração. Os utilizadores registados podem contribuir para o Mais Gasolina sugerindo novos postos, actualizando postos já no directório e actualizando os preços dos combustíveis. Para garantir a veracidade destes dados a equipa do Mais Gasolina monitoriza em background as alterações que são efectuadas pelos nossos membros tentado garantir a qualidade e veracidade dos dados aqui apresentados.

06
Maio
08

Isto sim é justiça…

30
Abr
08

dois tipos de pessoas…

Nestes últimos tempos tenho-me lembrados das palavras de Ander-Egg no I Congresso Nacional de Serviço Social, decorrido em Aveiro, no ano de 2002.

Dizia Ander-Egg (e peço desculpa por não citar plenamente as suas afirmações) que a médio prazo haveria dois tipos de pessoas:

  • aqueles que não dormem porque têm fome, e
  • aqueles que não dormem porque têm medo dos que têm fome.
23
Abr
08

Novamente… um pitbull

Até estou a estranhar… ninguém fala destes animais?

16
Abr
08

A Criminologia em 1487 (recebido por e-mail)

Do Arquivo Nacional da Torre do Tombo
SENTENÇA PROFERIDA EM 1487 NO PROCESSO CONTRA O PRIOR DE TRANCOSO·
(Autos arquivados na Torre do Tombo, Armário 5, Maço 7)

Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos, esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou, sendo acusado de ter dormido com vinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhas e trinta e sete filhos; de cinco irmãs teve dezoito filhas; de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas; de sete amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas; de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas; dormiu com uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas, da própria mãe teve dois filhos.

Total: duzentos e noventa e nove, sendo duzentos e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, tendo concebido em cinquenta e três mulheres.

El-Rei D. João II lhe perdoou a morte e o mandou por em liberdade aos dezassete dias do mês de Março de 1487, com o fundamento de ajudar a povoar aquela região da Beira Alta, tão despovoada ao tempo, e guardar no Real Arquivo esta sentença, devassa e mais papéis que formaram o processo.

27
Mar
08

Coisas sérias com (alguma) piada

Governo baixa taxa do IVA de 21 para 20 por cento

Portugal voltou a perder com a Grécia (2-1)

25
Mar
08

(in)acção social?

Alguém me consegue explicar isto, isto e a não influência disto em todo o desenvolvimento?

O papel dum estado social passa, principalmente nestas situações, por possibilitar à família biológica condições para assegurar a educação dos menores. O que aqui se lê, a ser verdade, é simplesmente do mais ridículo que assisti nos últimos tempos. A acreditar na veracidade dos relatórios feitos pelos psicólogos a retirada dos menores da família de acolhimento deveria ser, simplesmente imediata. Aliás, a acreditar nas versões expostas, nunca aqueles menores deveriam ter sido retirados da família biológica.

Falta, contudo, saber o outro lado da história. Verificar a veracidade dos erros dos serviços que são apresentados nas peças jornalísticas, sendo que cada vez mais me irrita a falta de esclarecimentos (ou a lentidão dos mesmos) que nestas situações demoram a surgir por parte dos serviços competentes. É que essa lentidão não se coaduna com as dinâmicas informativas actuais e, a verdade é que quando esses esclarecimentos demoram a surgir, fica sempre a ideia de que a verdade dos factos é a apresentada, independentemente da realidade.

27
Jan
08

“Cenas” dum Sistema de Saúde Universal (ii)

20
Jan
08

Em defesa do Serviço Nacional de Saúde geral, universal e gratuito

Porque o acesso à saúde deve estar disponível para todos, independentemente da classe social, do local onde moram. Porque a saúde (e o Sistema Nacional de Saúde) é um DIREITO, fica a petição…

A actual política de saúde, em especial o encerramento de serviços e o corte de despesas necessárias ao seu bom funcionamento, tem degradado o Serviço Nacional de Saúde: o acesso é mais difícil e a qualidade da assistência está ameaçada.

O SNS é a razão do progresso verificado nas últimas décadas na saúde dos portugueses. Ao serviço de todos, tem sido um factor de igualdade e coesão social.

Os impostos dos portugueses garantem o orçamento do SNS e permitem que a sua assistência seja gratuita. Não é legítimo nem justificado exigir mais pagamentos.

Os signatários, reclamam da Assembleia da República o debate e as decisões políticas necessárias ao reforço da responsabilidade do Estado no financiamento, na gestão e na prestação de cuidados de saúde, através do SNS geral, universal e gratuito.

Sincerely,

The Undersigned

18
Jan
08

Tortuoso caminho da realidade

A propósito das recentes discussões descritas nos posts anteriores, não há dúvida que temos muito assunto para discutir no que toca à situação do mercado de trabalho neste e noutros países. Independentemente de ideologias e posicionamento no eixo político, é inegável que as situações são muito complexas no que toca a empregadores, empregados, mercado e leis laborais, sendo que muitas vezes cada caso é um caso.

A tentativa de generalizar situações querendo dar origem a teses dogmáticas acaba por encerrar o debate numa indefinição infrutífera.

A capacidade de trabalho, o carácter, os talentos e a formação (ou falta dela) é algo reversível, mas essencial para a nossa luta por um lugar no mundo. Esse lugar muitas vezes se encontra num papel empreendedor, dando azo a trabalhadores por conta própria. Por sua vez estes tornam-se empregadores e deparam-se com dificuldades que antes não compeendiam pois o seu posicionamento era outro e por aí moldavam suas ideias.

Neste sentido, não tenho dúvidas que quanto maior for o controlo da economia pela regulação do Estado, mais artificialismo se cria em torno da força de todos os agentes económicos, subvertem-se papéis que de outro modo estariam bem definidos, vicia-se algo que conquista o seu equilíbrio de modo espontâneo. Deste modo, acho que os contratos colectivos de trabalho são algo contranatura que tem vindo a deteriorar o poder de compra das classes de trabalhadores por conta de outrém e desincentivadores do mérito. A sua inflexibilidade paralisa o mercado de trabalho e a economia propiciando o desemprego. Por outro lado, a complexidade das relações laborais e a unicidade do indivíduo e subsequente carácter e modo de estar na vida tornam o colectivismo laboral e económico algo contranatura e obsoleto. O pós-25 de Abril tem-no vindo a demonstrar a olhos vistos e apenas o dogma e o respectivo medo cegam a população e inculcam cobardia aos sucessivos governos do bloco central, sempre submetidos à chantagem dos sindicatos com poder de paralização.

Poderia haver aqui espaço para falar no funcionalismo público e no peso do Estado na economia, mas isso daria azo a um post de uma dimensão em relação à qual eu estou aquém do rigor e sapiência necessários, correndo o risco de cair nos habituais lugares comuns, muito deles nem por isso menos verdadeiros.

Prefiro antes salientar que toda a liberdade, em especial a do mercado, torna imperiosa a existência de uma ética e de um sentido de responsabilidade, as quais eu tenho dúvidas que existam neste momento em empregadores e em empregados e nos demais agentes da economia. A pouca que existia, o socialismo e a social-democracia têm vindo encarregar-se de destruir com a sua típica mentalidade venal, controleira e corrupta. Os exemplos estão à vista de todos.

Por este motivo, embora esteja convicto que a liberdade seja o caminho, este será tão tortuoso que penso que aquilo que seria a única realidade viável se torna uma certa utopia.

11
Jan
08

Designação do NAL: A Minha Escolha

Já que andamos na fase da escolha do nome para o novo aeroporto internacional de Lisboa, fica aqui a minha sugestão:

AEROPORTO INTERNACIONAL FRANCISCO VAN ZELLER

09
Jan
08

Qualquer dia só de marcha atrás…

03
Jan
08

Prevê-se aumento da sinistralidade automóvel…

… em 2009, com a aplicação da carta por pontos.

Da forma como os portugueses funcionam em tudo que tenha a ver com sorteios, pontos e associados, já começo a imaginar algumas conversas de café…

És mesmo uma menina*… já tenho o dobro dos teus pontos. Ainda no outro dia vi um carro descaracterizado da BT (aqueles que toda a gente sabe quais são) e…

02
Jan
08

Obviamente, demitia-o…

Que a situação relatada hoje nos órgãos de comunicação social, sobre a cigarrilha do presidente da ASAE é um fait divers em relação à nova lei, não existem dúvidas.

Mas, o desconhecimento da lei demonstrado pelo mesmo, obriga a que sejam assumidas as necessárias responsabilidades.

02
Jan
08

Ainda… o Supremo Interesse do Menor…

Como já aqui referi, acho fundamental uma definição ou uma estruturação para aquilo que é (ou deve ser) o “supremo interesse do menor”. Leio aqui, que o Instituto de Apoio à Criança (IAC) está a avançar com uma proposta legislativa que visará aperfeiçoar a lei de promoção e protecção de crianças e jovens em perigo.

Refere Dulce Rocha, presidente executiva do IAC que:

“A nossa lei tem de ser aperfeiçoada para defender o superior interesse da criança. O direito à preservação das relações afectivas é um direito que tem de estar expressamente consagrado porque é tão importante como o direito ao afecto”

Só posso aplaudir esta iniciativa.

Contudo, já tenho mais algum cuidado ao aceitar que, como refere a mesma, nas situações em que uma criança esteja entregue, por período prolongado a outrem (que não os pais) não deva ser aplicada a acção de regulação do exercício de poder paternal, mas sim de protecção da criança.

Principalmente porque leva a interpretações erróneas dos próprios órgãos de comunicação social que, automaticamente, foram buscar o caso “Esmeralda” que, nada tem a ver com esta situação.

Uma situação será o caso em que os pais biológicos nada queiram, outra situação será aquela em que os pais (ou um deles) lute judicialmente pela custódia do(a) filho(a). No caso “Esmeralda” apenas se coloca a questão dos ditos “pais afectivos” porque os mesmos não cumpriram (à alguns anos) uma ordem judicial, estando a cometer, desde essa altura, um crime…

E, sendo que esta situação surge da prática corrente de um ilícito criminal, recordo-me do caso do rapto da recém-nascida em Penafiel. Pela mesma lógica não teria a raptora (enquanto “mãe afectiva”) o “direito” a ficar com a mesma?

Ou então, que se clarifique qual o período e as variáveis temporais e de idade que tornam do supremo interesse do menor ficar com as pessoas que a “criam”, quando essa situação tem como base um ilícito criminal…

Recordo apenas que os mesmos instrumentos internacionais que falam no supremo interesse do menor (os diferentes instrumentos de protecção – direitos humanos) também falam na primazia da família biológica.

31
Dez
07

Injustiças

Que a nossa justiça estava de parca saúde já não duvidava, mas dai a obrigar o senhor a pagar selos e fotocopias


Olhem que o homem tem amigos…

 Ronin

29
Dez
07

Os Custos da Racionalização do SNS (ii)

Segundo informações que recolhi no serviço de urgências do hospital de Vila Real, o serviço tem capacidade para 9 internamentos, i.e. 9 camas disponíveis.

Aquando do surto de gripe occorido este ano, só do concelho de Vila Real, ficaram internadas 42 pessoas.

Não seria importante, antes de encerrarem outros serviços, capacitar (a todos os níveis) os restantes para receberem essas pessoas?

25
Dez
07

Então é natal!

audi-r8.jpg

Atenção: ainda não recebi a mais desejadas das prendas de natal…

É só um aviso… já tou a ficar chateado…

Ronin

20
Dez
07

Os arautos da moral natalícia

Já não há pachorra para o velho discurso vezeiro e costumeiro da pseudomoral de trazer por casa de que o Natal é uma hipocrisia, é só consumismo, é comercial, etc., etc. A questão não é se isto é verdade ou mentira, mas sim que, neste caso, a denúncia da hipocrisia é ela própria uma hipocrisia vinda de quem faz parte dela e nela participa nesta e noutras épocas do ano sem haver nada nem ninguém que a isso o obrigue.

19
Dez
07

Contradições

Esta minha última composição parece entrar em confronto com a anterior. Mas não. As almas mais inocentes podem revelara a sua mosntruosidade em qualquer altura. É uma questão de timing, de circunstancias. Agora, falando a verdade, só vos vou dizer que além da lua estar em quarto minguante, a maré estar vasa e a pressão atmosférica muito baixa, tudo isto conjugado com o frio intenso e a possibilidade de ter que conviver em contexto de trabalho com uma alma penada há muito abandonada por Deus me está a desafiar para uma fortificação de defesas. É natural, já dizia o nosso amigo Frederich.




Desde 19-Maio-2007

Andaram por aqui…

Arrochadas Anteriores

Prémios


Arrochadas Mais Populares

Blog Stats

  • 66.054 hits

Ferramentas Internas

Outras Coisas